Search
quarta-feira 20 março 2019
  • :
  • :

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – GO

parque nacional da chapada dos veadeiros

Saltos do Rio Preto – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Bendito seja quem trabalhou em prol da regulamentação e construção do nosso Parque. Ele é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral, foi criada em 1961 no governo de Juscelino Kubitschek, inicialmente com o nome de Parque Nacional do Tocantins. Com o intuito de preservar o meio ambiente, levar informação ecológica aos moradores da região e visitantes do Parque e desenvolver pesquisas científicas de interesse de todos. Os dados de 2017 mostram uma área abrangida de 65 514 ha de cerrado de altitude, o mais alto do país.  Deste total 60% fica no território de Cavalcante e 40% nas terras de Alto Paraíso de Goiás.

O PNCV (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros), é gerido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio.  Este instituto é uma autarquia criada para gerir unidades de conservação federais.

Sua importância

O mais alto cerrado de altitude do Brasil abriga uma enorme diversidade de flora e fauna, incluindo espécies raras e ameaçadas de extinção. É a savana mais rica do planeta quando o assunto é a biodiversidade e as espécies endêmicas. E isso, junto com a importância de suas reservas hídricas, é que atraem pesquisadores de todo o país e do exterior.  Eles tem interesse em diversos campos da estudo: zoologia, botânica, biogeografia, taxonomia, sistemática e filogenética.  Além das pesquisas em ecologia para se compreender as relações entre espécies e meio.

No seu entorno

As cidades de Alto Paraíso de Goiás e Cavalcante juntas não ultrapassam  20.000 habitantes e abrigam três vilarejos de uma riqueza cultural imensa. A  vila de São Jorge em Alto Paraíso é comunidade formada por ex-garimpeiros e hoje vive das atividade turísticas. Simpática e romântica, é querida pelos visitantes e aventureiros que ali encontram bons restaurantes e pousadas, em uma atmosfera bacana.

A Vila de Capela fica em uma área rural entre a Cavalcante e Colina do Sul e merece a visita por manter intacta a cultura local. E a Vila de Cantigueiro, um área de pequenas propriedades rurais vivendo do cultivo do solo.

parque nacional da chapada dos veadeiros

Banheiras naturais de hidromassagem nas águas do Rio Preto

Atrativos e orientações

A entrada é gratuita e o Parque abre suas portas durante todo o ano, sendo o período de seca de maio a outubro. O PNVC disponibiliza quatro trilhas para se chegar aos principais atrativos: Travessia das Sete Quedas, Trilha dos Saltos, Trilha dos Cânions e Trilha da Seriema.

A mais leve é a Trilha da Seriema de 800 metros de distância, ida e volta e percorrida em 1:30 h. No final da trilha é possível tomar banho na época das chuvas. Aconselhável para crianças, idosos, pessoas com dificuldade de locomoção e para quem já nasceu cansado.

As Trilha dos Saltos e dos Cânions tem, cada uma, por volta de 11 a 12 km, ida e volta, com duração de 4 a 6 horas. Em ambas você poderá observar a diversidade da fauna e da flora e curtir um belo banho nas águas do Rio Preto. Na Trilha dos Saltos é possível conhecer um garimpo que era considerado o maior garimpo de cristal de quartzo da região, quando estava em atividade.

Agora vem a Travessia das Sete Quedas… aqui você precisa agendar sua visita pelo site da ecobooking  e a trilha só abre no período de seca.  São 23,5 km para serem percorridos em dois ou três dias.

Limites diários de visitas

Cada trilha tem um limite de visitantes por dia, estabelecido com intuito de administrar os impactos no ecossistema do Parque.

Cada trilha tem seu limite de visitação:

– Travessia das Sete Quedas: 30 pessoas acampadas/noite
– Trilha dos Saltos: 250 visitantes/dia
– Trilha dos Cânions: 200 visitantes/dia
– Trilha da Seriema: 30 visitantes/dia.

 




Deixe uma resposta