Search
quarta-feira 20 março 2019
  • :
  • :

Caminho do Peabiru, do Atlântico ao Pacífico

Machu Picchu – Caminho do Peabiru – Foto Márcio Masulino

Caminho do Peabiru – Antes dos espanhóis e portugueses chegarem aqui, havia uma grande população indígena que ocupava as terras da América do Sul. Seus vários grupos mantinham contato por meio de trilhas que formavam uma teia imensurável.

Esses caminhos ligavam pontos extremos do continente, denominado Peabiru. Composto de um emaranhado de percursos, o Caminho de Peabiru tornou-se conhecido do homem branco desde os tempos da caça insana promovida por espanhóis e portugueses ao tesouro de Potosí, na região do lendário Rei Branco, em terras da atual Bolívia. Esse caminho ligava Cananéia (SP) a Guaratuba (PR), Florianópolis (SC), Guaíra (PR), Potosí (Bolívia), Assunção (Paraguai) e Cuzco (Peru), e permitia o contato das tribos da nação guarani com as do Norte e do Sul do Estado do Paraná, entre elas as que habitavam os Campos de Piratininga (SP), os Campos Gerais (PR), Chaco (MS) e os Pampas (RS), através de rotas denominadas Tupiniquim, Tupinambá, Tamoio, Guaná, Carijó e Guarani.

Cananéia

Aqui mencionaremos um dos troncos principais, partindo de Cananéia, cruzando São Paulo, Paraná e Paraguai, e chegando à Bolívia e ao Peru. Muitos traçados JOHN SALZARULO – UNSPLASH de rodovias modernas seguem as picadas feitas por essas tribos indígenas, pois sabiamente foram demarcadas em terreno pouco acidentado, contornando os obstáculos naturais. Peabiru, em tupi, significa “pe”, caminho, e “abiru”, gramado amassado. Pelas vias tortuosas, era intenso o comércio entre índios e incas, fato comprovado após um machado andino ser encontrado em Cananéia.

Alguns trechos preservados têm piso recoberto da grama puxa-tripa; outros têm piso de pedra, onde aparecem inscrições rupestres e mapas. Atualmente, pessoas de espírito desbravador estão tentando tornar o Caminho do Peabiru acessível como forma de incentivo à cultura e de valorização da história dos nossos antepassados. Nada mais justo, pois o Peabiru é a prova concreta de que os índios que aqui habitavam antes da chegada dos “colonizadores” não eram tão grotescos e selvagens como os homens brancos os descreveram no início do século XVI.

Para conhecer mais sobre Cananéia assista o vídeo oficial da cidade

 




Deixe uma resposta