Search
domingo 24 setembro 2017
  • :
  • :

Rio-Santos: o encontro entre o verde e o azul

Foto Gabriel Toledo

Foto Gabriel Toledo

Rio-Santos-shutterstock_424998211-bx

Foto Shutterstock

As cidades “cortadas” pela Rodovia Rio-Santos estão situadas em um trecho litorâneo considerado um dos mais belos do mundo. E isso tem um motivo claro: a região está praticamente incrustada no pé da Serra do Mar que, em muitos locais, avança até o oceano, formando promontórios de grandes proporções que recortam a orla marítima, originando pequenas e aconchegantes praias envoltas pela Mata Atlântica.  Essas praias charmosas e encantadas fazem desse litoral um dos grandes atrativos turísticos nacionais e internacionais. Para a preservação desse paraíso, foram criadas Áreas de Proteção Ambiental e Parques Estaduais e Nacionais. A maioria das cidades da região possui 80% de seu território protegido por lei.

Parque Estadual da Serra do Mar

Meio-Ambiente-DSC_0070-serra-do-mar-gabriel-toledo-bx

Foto Gabriel Toledo

Em uma área de 315 mil hectares, o Parque Estadual da Serra do Mar segue a costa paulista desde Itariri até a divisa com o Rio de Janeiro É a maior área contínua de Mata Atlântica do país. Aqui, foram catalogadas mais de 350 espécies de aves, 100 de mamíferos e milhares de espécies de plantas. O Parque Estadual da Serra do Mar está dividido em núcleos, dos quais muitos compreendem cidades do trecho Rio-Santos:

  • Parque Estadual da Serra do Mar Caraguatatuba
  • Parque Estadual da Serra do Mar Núcleo Picinguaba – Ubatuba
  • Parque Estadual da Serra do Mar Núcleo São Sebastião
  • Parque Estadual Restinga de Bertioga

Outras áreas protegidas

  • Sao-Sebastiao-628-sitio-arqueologico-sao-joao-marcos-X-bxAPA Marinha do Litoral Norte de São Paulo: São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba
  • APA Marinha do Litoral Centro de São Paulo: Bertioga e Guarujá
  • APA Serra do Guararu – Guarujá
  • Parque Estadual Ilha Anchieta – Ubatuba
  • Parque Estadual de Ilhabela
  • Parque Estadual do Rio de Janeiro Cunhambebe: Mangaratiba, Angra dos Reis e Itaguaí
  • Parque Estadual de Ilha Grande – Angra dos Reis

Parque Nacional da Serra da Bocaina

Esse parque está localizado entre os estados de São Paulo e do Rio de Janeiro. São 134 mil hectares de área protegida, administrada pelo Instituto Chico Mendes – ICMBio.  Felinos de grande porte habitam o local, dividindo o espaço com inúmeras cachoeiras, como a dos Veados e a de Santo Isidro. Um dos ícones do parque é o Pico do Tira o Chapéu com 2.088 metros de altitude.

Onde: Rua 8, casa 3 – (24) 3371-3056 – Paraty.

Preservação

Além das áreas de proteção ambiental, diversas entidades realizam trabalhos magníficos de preservação de espécies, como o Instituto Boto-Cinza, Fundação Lee e o Projeto Tamar .

Ecossistemas

Mata Atlântica

Quando da descoberta do Brasil, a Mata Atlântica cobria uma área de 1.315.460 km² e abrangia dezessete estados, do Rio Grande do Sul ao Piauí. Depois de tanto ser explorada, restam apenas 12,5% desse total.  É uma das áreas de mais biodiversidade do planeta e é Reserva da Biosfera pela UNESCO, além de Patrimônio Nacional. São mais de 15 mil espécies de plantas, duas mil espécies de vertebrados e 383 espécies em extinção.

Mangue

O manguezal é um ecossistema costeiro que une ambientes terrestres e marinhos das regiões tropicais. Sua flora é resistente ao sal e suas raízes são aéreas, formando um abrigo fundamental para a proteção de ovos de algumas espécies de peixes. Portanto, é considerado o berçário do mar.

Restinga

Formada em solo arenoso, a restinga possui vegetação rasteira e subarbustiva e está sujeita às marés. O jundu é típico da restinga e, com suas raízes rasteiras, forma verdadeiras redes enterradas na areia; suas flores, rosas ou roxas, contrastam com o branco da areia.

Foto Márcio Masulino

Foto Márcio Masulino

Siri-azul

Siri-azul

 

 

 

 

 

 

 

Ver também os posts:

 

Comments

comments




Deixe uma resposta