Search
quarta-feira 20 março 2019
  • :
  • :

Primeiras expedições à Ushuaia

Charles Darwin - Ushuaia

Primeiras expedições à Ushuaia

As primeiras expedições à Ushuaia foram repletas de incertezas e medos do porvir. A primeira foi a de Fernão de Magalhães, em 1520. Levava a bordo o italiano Antônio Pigafetta, que escreveu o léxico da língua patagônica, pois capturou um nativo e com ele aprendeu seus fonemas.

Depois, 1541, Alonso de Camargo, foi o primeiro homem branco a invernar na região, provavelmente no Canal de Beagle. A Espanha reivindicou a Terra do Fogo, mas não impediu que ingleses e holandeses fizessem suas investidas. Então, para a proteção da região, os espanhóis tentaram construir fortificações e levar pessoas dispostas a colonizar, porém sem sucesso devido ao clima hostil e a agressividade dos nativos.

Em 1771, Manuel Prado penetrou no Canal de Beagle e o descreveu. Dezessete anos mais tarde, foi a vez da expedição científica de Antônio Malaspina, e tanto outros mais.

A expedição que mais teve relevância foi a de 1826, liderada pelo capitão Philip Parker King (que se suicidou) e comandada pelo imediato Robert FitzRoy, pois foram capturados nativos e o Canal de Beagle explorado com mais exatidão. Os índios foram levados para a Inglaterra onde aprenderam o modo de vida e a língua dos ingleses. Lá receberam os nomes de Jeremy Buttom e Fuega Basket. Como consequência, em 1831, o famoso navio HMS Beagle zarpou da Inglaterra com Charles Darwin, o missionário anglicano Richard Mathews e os nativos capturados. A intenção era fazer com que estes,  educados na Europa, pudessem influenciar os outros habitantes fueguinos a aceitarem os costumes ingleses e a religião de Mathews. Não deu certo, os nativos fugiram e deixaram o missionário que ficou a míngua sob domínio dos locais. Enquanto isso, Darwin explorava cientificamente a região dando base a sua importantíssima Teoria da Evolução.

Para saber mais sobre Ushuaia.

 




Deixe uma resposta