Search
sábado 23 setembro 2017
  • :
  • :

Hans Staden e a Vila de Mambucaba de Angra dos Reis

IMG_2947-angra-dos-reis-mambucaba-X-bx

Vila Histórica de Mambucaba

O primeiro registro de Mambucaba, Angra dos Reis, consta no livro de Hans Staden, de 1557, onde é relatada a existência de uma tribo de tamoios. Com a chegada dos portugueses e após muitas lutas entre eles e os índios, os colonizadores conseguiram se estabelecer e criaram um local para extração de óleo de baleia. No século XIX, Mambucaba foi grande porto exportador de café e importador de escravos. Com a construção da Igreja Nossa Senhora do Rosário, essa vila ganhou importância regional. Foi tombada em 1968, como um dos principais sítios históricos brasileiros, tanto na arquitetura como na urbanização.

Onde: Praia de Mambucaba – Angra dos Reis.

Hans Staden

ubatuba-historia-hans-staden-bxHans Staden veio ao Brasil duas vezes, a primeira no ano de 1547. Chegou a Pernambuco como artilheiro em nau portuguesa. A segunda vez, em 1550, estava na armada espanhola destinada a colonizar Santa Catarina (na época, terras da Espanha). Infelizmente, o navio naufragou em Itanhaém, onde Staden foi salvo e encaminhado para São Vicente. Adaptado à Vila que o acolheu, Staden foi nomeado comandante do Forte São João de Bertioga e, em uma batalha, foi aprisionado por Cunhambebe. Cacique dos tupinambás, o ameaçou com o fatídico ritual antropofágico. Foi resgatado por franceses e voltou à sua terra natal (Alemanha).

Lá, em 1557, publicou sua experiência nos trópicos em livro, Duas viagens ao Brasil, que se tornou um best-seller, sendo traduzido para o espanhol, o holandês, o latim e o francês. Somente em 1892, houve uma tradução para o português. Seu livro é até hoje uma das principais fontes históricas sobre os índios brasileiros.

 

Comments

comments




Deixe uma resposta