Gaspar, terra catarinense das águas

Localizada no Vale do Itajaí, região também conhecida como Vale Europeu no estado de Santa Catarina, Gaspar tem como cartão-postal a Igreja Matriz São Pedro Apóstolo, construída em cima de uma pequena colina no centro da cidade, com estrutura imponente nos estilos gótico e romano. Inaugurada em 1956, tem uma escadaria de 115 degraus. Internamente, os vitrais refletem a luz, dando um colorido único em toda a nave da igreja. Já do lado de fora, há uma gruta, doada por pessoas da comunidade, com passagens da Via Crucis.

Foto por @GuilhermeSpengler / Prefeitura Municipal de Gaspar via Portal Municipal de Turismo de Gaspar / reprodução via https://turismo.gaspar.sc.gov.br/

O município fica entre Blumenau e Itajaí, tendo a maior parte de seu território na área rural. Nas proximidades do Rio Itajaí-Açu, que atravessa o centro e outros bairros da cidade, prevalecem as planícies e, nos extremos norte e sul, estão localizadas serras.

Gaspar tem a maior quantidade de parques aquáticos, incluindo recantos naturais, de Santa Catarina. Para conhecê-los foi feita a “Rota das Águas”, com oito estabelecimentos, incluindo parques, recantos naturais e cascatas. Entre eles está o melhor parque aquático de Santa Catarina e eleito o quinto melhor do Brasil: o Parque Aquático Cascanéia, com mais de 100 mil metros quadrados de área.

Foto por Prefeitura Municipal de Gaspar via Portal Municipal de Turismo de Gaspar / reprodução via https://turismo.gaspar.sc.gov.br/

Os outros parques que compõem a Rota das Águas são: Cascata Berlim, Cascata Carolina, Petry, Recanto Verde, Recanto Belchior, Recanto Arraial e Cascata Bem Bem. Além de contarem com piscinas e toboáguas, alguns deles têm cascatas, rios e piscinas naturais passando por dentro da propriedade.

Gaspar foi colonizada por alemães, açorianos e italianos, esses últimos com grande influência na cultura local, que vieram inclusive a criar a Rota Vila D’Itália. Vários estabelecimentos fazem parte dela. Isso inclui a capela Santo Antônio, pousadas, restaurantes e propriedades rurais. Em algumas delas é possível andar a cavalo, fazer passeios de charrete, conhecer um pequeno museu com objetos antigos e frequentar um pesque-pague. O roteiro pode ser feito de carro, em passeios off-road ou de bicicleta, e o turista pode comprar doces e produtos coloniais diretamente dos produtores.

A gastronomia local é bastante rica, com várias influências, tendo como destaque a truta, peixe de água doce, que é criado na região.

Texto por: Patricia de Campos

Foto destaque por: Prefeitura Municipal de Gaspar via Portal Municipal de Turismo de Gaspar / reprodução via https://turismo.gaspar.sc.gov.br/