Bombinhas: um paraíso catarinense

A menor cidade do estado de Santa Catarina é também uma das mais encantadoras. “Point” do mergulho ecológico e com diversas piscinas naturais perfeitas para snorkeling, Bombinhas é também refúgio de turistas internacionais, principalmente os argentinos, no período do verão.

Foto por Renato Soares/MTur

Para entrar na cidade é cobrada uma taxa de preservação ambiental, que pode ser paga na entrada ou na saída, utilizando os totens ou pela internet. As praias, no total de 39, são as grandes atrações da cidade, sendo que em algumas só é possível o acesso por barco.

Foto por Renato Soares/MTur

Um dos passeios obrigatórios é o Circuito de Passarelas Praia do Ribeiro. É um conjunto de passarelas de madeira que contornam o mar, sendo que de ponta a ponta o percurso tem pouco mais de um quilômetro. O início das passarelas está no canto direito da Praia de Bombas e no canto esquerdo da Praia de Bombinhas, ficando a Praia do Ribeiro exatamente no meio do caminho entre as duas praias.

Foto por Renato Soares/MTur

Na Praia da Sepultura, as águas são calmas e transparentes, perfeitas para snorkeling, stand-up paddle e até mergulho livre oferecido pelas empresas à beira-mar. Poderá ver peixes, tartarugas, cavalos marinhos, ouriços, anêmonas e siris. Do outro lado e um pouco mais ao sul você encontra a Retiro dos Padres, uma praia com mais ondas e faixa de areia um pouco maior.

Foto por Renato Soares/MTur

Há ainda a Praia de Quatro Ilhas, com uma praia de 1 km e de onde se avistam as ilhas da Galé, Arvoredo, Macuco ou Amendoim e Deserta. A ilha do Arvoredo é palco para mergulhos e local para apreciar o nascer da lua cheia que parece brotar do mar.

Foto por Renato Soares/MTur

Praia de Mariscal, do Atalaia, de Canto Grande e do Morro do Macaco, cada uma com sua especificidade, encantam os visitantes tanto pela beleza das águas como das paisagens. Na Praia de Zimbros, uma das atrações é a cachoeira que cai no mar. Ela está em uma área de produção de mexilhões e foi aí o ponto aonde os primeiros colonizadores chegaram da Espanha em 1527.

Foto por Renato Soares/MTur

Portugal só enviou uma expedição para a região em 1711. Entre os anos 1735 a 1756, chegaram mais de seis mil pessoas das Ilhas dos Açores, os quais estão espalhados por todo o litoral catarinense e trouxeram suas práticas e cultura popular, como a renda de bilro, técnicas de pesca e cerâmica. O Museu Comunitário Engenho do Sertão e o Instituto Boimamão são lugares interessantes para conhecer mais sobre a cultura açoriana.

Foto por Renato Soares/MTur

Além das praias, Bombinhas também possui a Vila do Engenho, localizada no bairro Sertãozinho, onde você pode degustar o beiju (feito com farinha de aipim) e a consertada, uma bebida típica da cidade feita de aguardente, erva doce, canela e borra de café.

Texto por: Patricia de Campos

Foto destaque por: Renato Soares/MTur