Search
sábado 23 setembro 2017
  • :
  • :

As Esculturas de São Paulo

Esculturas Paulistas

Às vezes, o que nos está mais à mostra nos parece escondido. É assim com as esculturas de São Paulo. Quantas vezes já passamos em frente de uma imponente obra e, pela rotina do dia a dia e nossa distração natural, simplesmente não a observamos com a devida atenção?

O Flanar Urbano nasceu assim. Da necessidade íntima de começar a observar a minha cidade com outro olhar. Vivenciando o presente e estando de mente, corpo e alma em cada pedacinho do município.

Em minhas andanças pela cidade, resolvi desvendar as esculturas por onde passava. Registrando, pesquisando e divulgando a todos com a necessária atenção. Encontrei obras de Vitor Brecheret, Amadeo Zani e muitos outros artistas que, a partir de suas obras, comecei a admirar. No cemitério da Consolação, para citar como exemplo, encontra-se  mais de 300 obras de famosos artistas, contratados pela nobreza para ornamentar os túmulos. Lá, pode-se apreciar obras de Luigi Brizzolara, Ramos de Azevedo, Celso Menezes e, também, de Brecheret.

Jardim das Esculturas

Outro espaço importante é o Jardim das Esculturas, no Museu de Arte Moderna (MAM), no Parque do Ibirapuera. Projetado por Burle Max, em uma área de seis mil metros quadrados, é um museu a céu aberto. Possui peças de Charles de Almeida, Emanoel de Araújo, Maurício Bentes e outros grandes nomes da escultura brasileira.

Obras como o Monumento às Bandeiras, Monumento à Independência e o Monumento a Ramos de Azevedo são exemplos da riqueza artística encontrada em nossas ruas.

Em pouco tempo, você passa a ter uma sensação de pertencimento e, em vez de ignorá-las, passa a “cumprimentá-las”, ao longo de seu caminho.

Aprecie também o editorial sobre arte e escultura paulista que ajudei a construir para a primeira edição da revista Cidade&Cultura – São Paulo,  e que fez um enorme sucesso entre turistas e paulistanos residentes.

Nesta galeria, algumas das esculturas que “tropecei” pelo meu caminho.

Comments

comments




Deixe uma resposta